>
>
>
Indicador de Fatores Comportamentais

Indicador de Fatores Comportamentais

 

 

CONCEITO

O Indicador de Fatores Comportamentais é um teste que tem como embasamento teórico o modelo empírico dos Cinco Grandes Fatores de Personalidade.

O teste objetiva contribuir para a investigação de padrões de comportamentos e atitudes que são típicos de cada indivíduo, de forma que, a partir de um embasamento sobre traços de personalidade, seja possível levantar características que diferenciam um indivíduo de outros, auxiliando na tomada de decisão.

Os Cinco Grandes Fatores (Big Five) são resultado de uma análise das respostas de questionários sobre comportamentos representativos de todas as características de personalidade que um indivíduo pode ter.

Quando aplicados em pessoas de diferentes culturas e em diferentes momentos do tempo, as respostas nestes tipos de questionários dentro do modelo Big Five demonstraram manter uma mesma estrutura, o que deu origem à hipótese de que as características comportamentais dos seres humanos poderiam ser agrupadas efetivamente em torno de cinco grandes domínios.

Nesse sentido, entende-se que as características comportamentais podem ser investigadas para resumir, prever e explicar a conduta de um indivíduo, sugerindo, assim, algum tipo de processo ou mecanismo interno que produz o comportamento expresso.

 

QUAIS SÃO OS FATORES AVALIADOS PELO TESTE?

O modelo empírico dos Big Five organiza as competências comportamentais em cinco dimensões:

•Abertura: tendência a ser aberto a novas experiências estéticas, culturais e intelectuais. O indivíduo aberto a novas experiências caracteriza-se como imaginativo, artístico, excitável, curioso, não convencional e com amplos interesses.
•Conscienciosidade: inclinação a ser organizado, esforçado e responsável. O indivíduo consciente é caracterizado como eficiente, organizado, autônomo, disciplinado, não impulsivo e orientado para seus objetivos (batalhador).
•Extroversão:  orientação de interesses e energia em direção ao mundo externo e pessoas e coisas (ao invés do mundo interno da experiência subjetiva). O indivíduo extrovertido é caracterizado como amigável, sociável, autoconfiante, energético, aventureiro e entusiasmado.
•Socialização: tendência a agir de modo cooperativo e não egoísta. O indivíduo amável ou cooperativo se caracteriza como tolerante, altruísta, modesto, simpático, não teimoso e objetivo (direto quando se dirige a alguém).
•Estabilidade Emocional: previsibilidade e consistência de reações emocionais, sem mudanças bruscas de humor. Em sua carga inversa, o indivíduo emocionalmente instável é caracterizado como preocupado, irritadiço, introspectivo, impulsivo, e não-autoconfiante.

 

ESTRUTURA DO TESTE

O teste a ser respondido por um indivíduo é composto por 60 itens baseados em uma escala de concordância de 1 a 7, para serem respondidos em até 30 minutos.

•Exemplo de graduação de concordância a ser assinalada:

Discordo totalmente

1 2 3 4 5 6 7

Concordo totalmente

Os itens são contextualizados, contendo frases que descrevem sentimentos, opiniões e atitudes. Os contextos escolhidos remetem tanto ao ambiente do trabalho quanto a situações cotidianas.

 

RESULTADOS

Os resultados serão apresentados separadamente para cada um dos cinco fatores, considerando os seguintes aspectos:

•Não se trata de um fator geral comportamental, portanto, não é uma medida de desempenho, mas uma tendência para cada fator analisado individualmente;
•Apesar dos resultados nos fatores serem apresentados separadamente, o indivíduo deve ser entendido em sua integralidade, observando a relação existentes entre estes fatores para compreensão do sujeito;
•Alguns fatores com escores mais rebaixados ou elevados podem interferir em um outro fator, de maneira que o comportamento do sujeito pode ser equilibrado ou desequilibrado ao ser analisado a relação entre os fatores, que impactam no comportamento expresso pela pessoa.

Post has no taxonomies