>
>
>
>
Diagnóstico Padronizado (DPEF456)

Diagnóstico Padronizado (DPEF456)

 

DPEF456

 

FINALIDADE

Diferente dos tradicionais simulados de vestibular, que têm como finalidade principal o treino e a familiarização do aluno com certo tipo de prova, os Diagnósticos Padronizados da Primeira Escolha se destinam principalmente aos educadores da escola – professores, coordenadores e diretores –, tendo sido desenhado para que seus resultados possam embasar ajustes nos programas de ensino e na tomada de decisões institucionais que visam a melhoria da aprendizagem dos alunos. Os relatórios pedagógicos fornecidos pela Primeira Escolha, bem como o processo de devolutiva empregado, se prestam à identificação de fragilidades e potenciais dos alunos em habilidades específicas, não tendo em absoluto a pretensão de qualificar o trabalho da escola como bom ou ruim. Em outras palavras, não se confunde com uma avaliação dos profissionais da escola, mas trata-se de uma ferramenta de trabalho para esses profissionais. Essa perspectiva embasa-se na clareza de que o ensino proporcionado por uma escola decorre de múltiplos fatores que se entrelaçam para promover a aprendizagem dos alunos. E mais: de que as principais ferramentas de monitoramento dessa dinâmica são as avaliações internas da própria instituição. O Diagnóstico Padronizado, tal como vem sendo desenvolvido pela Primeira Escolha desde 2009, complementa as avaliações internas da escola, já que se distingue delas por gerar a possibilidade de uma avaliação ampliada no tempo, dentro de métricas comparáveis, que retroalimentam os processos de ensino com informações respaldadas em bases externas de referência

 

CONCEITUAÇÃO

No ciclo de 4º a 6º ano, o Diagnóstico Padronizado da Primeira Escolha tem como objetos de avaliação específicos a alfabetização e o letramento das crianças, em Língua Portuguesa e em Matemática. Na Língua Portuguesa, são avaliadas as dimensões da Leitura, da Escrita e da Oralidade. É uma avaliação que se baseia em uma matriz de referência própria, descrita por meio de habilidades que se organizam em torno de duas categorias de processos cognitivos: domínio de conteúdo e mobilização de conhecimento. Cada um desses processos se relaciona de forma mais direta com as noções de alfabetização e de letramento, entendidas aqui, respectivamente, como a aquisição de um código e tecnologias de uma determinada linguagem e como a capacidade de fazer uso dessa linguagem na vida social.

 

DESCRIÇÃO

Como toda avaliação padronizada, o DPEF456 se baseia em uma matriz que foi construída tendo como referência documentos oficiais nacionais e internacionais, mas principalmente levando-se em consideração a realidade das escolas privadas brasileiras. Os propósitos avaliativos e a matriz geraram um amplo banco de itens, cuidadosamente construído e validado pela Primeira Escolha, juntamente com estruturas, protocolos e atividades de avaliação para serem realizados nas escolas. Múltiplos cadernos são respondidos por alunos de cada série, de modo a abranger, do ponto de vista institucional, diferentes habilidades, de maneira bastante precisa, conforme detalhado no quadro a seguir.

 

DOMÍNIO

INSTRUMENTO

TEMPO DE APLICAÇÃO UNIDADE DE AVALIAÇÃO ITENS UTILIZADOS EM TODOS OS CADERNOS HABILIDADES AVALIADAS
MATEMÁTICA Cadernos com 24 questões com 3 alternativas 1h30 Individual 240 32
LÍNGUA PORTUGUESA Leitura Caderno com 24 questões com 3 alternativas 1h30 Individual 192 23
Escrita 2 produções textuais 2h Individual 18 propostas diferentes 5
Oralidade 2 atividades 2h15 Turma 15 textos diferentes 5

 

 

DIFERENCIAIS

          •Design dos instrumentos totalmente baseado na faixa etária, com cadernos coloridos, protocolos detalhados de aplicação e atividades não avaliativas para gestão dos diferentes tempos de resposta dos alunos.

          •Processo de preparação e aplicação baseado em proposta formativa dos profissionais da escola, o que confere maior apropriação da avaliação pelos professores.

          •Relatórios analíticos e pedagógicos detalhados, disponibilizando à escola farta informação qualitativa e quantitativa para entendimento dos resultados.

          •Reunião de devolutiva (por vídeoconferência) da equipe pedagógica da Primeira Escolha com os profissionais da Escola, favorecendo a leitura dos resultados.

          •Liberação de itens âncora no relatório pedagógico, para análise dos professores da escola, favorecendo a compreensão das escalas.

          •Estatísticas detalhadas por sentenças descritoras de todos os itens presentes em todos os diferentes modelos de cadernos de prova.

 

O QUE A ESCOLA RECEBE

          •Guias e materiais de preparação (digitais).

          •Reunião formativa de preparação para a aplicação (videoconferência).

          •Cadernos de prova e protocolos de aplicação (impressos).

          •Relatórios pedagógicos e analíticos (digitais).

          •Relatórios individuais dos alunos, para compartilhamento com as famílias (digitais).

          •Reunião de devolutiva com a equipe pedagógica da Primeira Escolha (videoconferência).

          •Atividades de devolutiva opcionais (digitais).

 

PERÍODO DE APLICAÇÃO

O DPEF456 é aplicado anualmente, no início do ano letivo, para o 4º, o 5º e o 6º ano do Ensino Fundamental. Em 2018, o período de aplicação será de 12 a 23/03, para todos os anos escolares envolvidos.

Post has no taxonomies